O Renault Captur, maior aposta da marca francesa para o ano que vem, chega daqui a seis meses nas concessionárias brasileiras. Inicialmente, o Captur chega ao país importado da Espanha. A partir de 2015, porém, o veículo deve ser produzido no Brasil, na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Especula-se que o carro deva custar entre R$ 65 e R$ 70 mil.Renault Captur

O veículo foi visto pela primeira vez em sua versão definitiva no Salão de Genebra, em março deste ano. O carro possui linhas modernas e atraentes, sendo baseado na quarta geração do Clio europeu.  A imprensa europeia caracterizou o Captur como “um Clio para quem gosta de dirigir no andar de cima”.

O Captur é chamado pela Renault de crossover urbano, por conter características de monovolume, SUV (utilitário esportivo) e hatch. O lado SUV do Captur aparece na distância do solo, nos estribos e nas proteções de soleira externa. O desenho e o conforto ao dirigir, por sua vez, fazem referência ao lado hatch médio. O grande lançamento da Renault também possui grandes rodas e proteções de soleira.

Captur, nova aposta da Renault

O crossover urbano vai concorrer diretamente com o segmento de SUVs, como o EcoSport, atual líder da categoria, o  Chevrolet Tracker, que chega no Brasil em outubro, e o Peugeot 2008, que será fabricado Porto Real (RJ).

O design interior do Captur é tão moderno quanto o exterior, dispondo da versatilidade de uma minivan, com diversos porta-objetos e um amplo porta-malas.

Renault Captur Lateral

Foto lateral do Renault Captur

Outro diferencial do Captur é que ele dispõe de luzes diurnas em led e da possibilidade de mudar a cor do teto, opção já oferecida pelo no Mini Cooper.

O veículo também oferece uma variedade de itens de série, como: hands-free, auxílio de partida em ladeiras, câmera e sensor de estacionamento, Renault R-Link (um tablet tátil multimídia integrado e conectado), sistema de áudio de 6HP, Bluetooth e audio-streaming, sistema Arkamys.

Foto interna Captur

Foto interna do novo carro da Renault

Na Europa, o veículo é disponibilizado com motores diesel turbo 1.5, 0.9 tricilíndrico de 90 cv com câmbio manual de cinco marchas e 1.2 quatro cilindros de 120 cv com câmbio automatizado de dupla embreagem EDC e seis marchas.

A aposta é que o Captur chegue ao Brasil apenas com a motorização 1.2. Com essa potência o veículo acelera 0 a 100 km/h em 10,8 segundos, chegando à velocidade máxima de 192 km/h.

Traseira Captur

Imagem traseira do Captur, da Renault